Currículo

Diversificado, abrangente, integrado, transdisciplinar, associativo, motivador. Assim é o currículo do curso de Licenciatura em Ciências Exatas da USP em São Carlos. Nele são articulados conteúdos de física, química, matemática e biologia a práticas e teorias pedagógicas. O objetivo é formar um professor que reúna o domínio dos conteúdos científicos específicos a habilidades didáticas diferenciadas e uma forte visão humanista sobre a educação.

Para isso, o aluno cumpre, durante os três primeiros anos, um núcleo básico com conteúdos científicos, pedagógicos e de comunicação didática, incluindo três disciplinas anuais de biologia, além de tópicos como astronomia e história da ciência. No quarto ano, é feita a opção por uma das três habilitações – Física, Química ou Matemática – e o curso passa a oferecer disciplinas mais específicas dessas áreas e um programa de estágio supervisionado. Confira a grade curricular para habilitação em FísicaQuímica e Matemática.

Com isso, os formandos estarão habilitados a lecionar Ciências ou Matemática para o Ensino Fundamental e, conforme sua habilitação, também Física, Química ou Matemática para o Ensino Médio. Após concluir o curso, o aluno pode reingressar no programa para formar-se, em um ano, em mais uma habilitação. O curso tem, ao todo, 3.200 horas/aula, aproximadamente.

Durante todo o curso, o estudante tem a oportunidade de participar de pesquisas desenvolvidas em diversos laboratórios e programas de pós-graduação, por meio de bolsas de iniciação científica, além de várias atividades práticas relacionadas à profissão, como estágio em escolas públicas ou privadas e centros educacionais, como o Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) e o Espaço Interativo do CBME.

Nessas atividades, o aluno pode vivenciar a realidade e a rotina escolar, acompanhar o trabalho dos professores, apoiar programas de capacitação promovidos pela USP, além de oferecer aulas, minicursos, organizar feiras educativas e visitas a centros e museus de ciências. Os alunos envolvidos mais diretamente com pesquisas podem, ainda, concorrer a bolsas de estudos e participar de congressos promovidos por sociedades científicas ou pela própria universidade, como o Simpósio Internacional de Iniciação Científica da USP.